sexta-feira, 26 de março de 2010

A VIDA É SONHO

Pode apostar: se esses poucos versos ficarem na sua memória, em alguns momentos durante o dia, talvez durante a noite, você terá vontade de dizê-los em voz alta.


Que é a vida? Um frenesí.
Que é a vida? Uma ilusão,
uma sombra, uma ficção;
o maior bem é tristonho,
porque toda a vida é sonho
e os sonhos, sonho são.

Trecho do monólogo do personagem Segismundo, na peça A vida é sonho, de Calderón de La Barca, tradução da poeta Renata Pallottini.
Ilustração: Rafal Olbinski.

4 comentários:

  1. Adorei a ilustração do Rafal...
    e realmente o trecho é sonho...
    beijo
    Leca

    ResponderExcluir
  2. Sim a ilustração é de facto brilhante, o trecha também é muito bom, beijo

    ResponderExcluir