domingo, 8 de agosto de 2010

SEM CONSEGUIR RESPIRAR


Já entendi que essas minhas palavras engasgadas precisam de medo que as expulse e de uma ansiedade que já não cabe no peito e de uma espera que torna os minutos séculos. O que me faz derramar as palavras no papel sem poder nem respirar é essa agonia causada por um amor que nunca existiu em minha vida e agora existe e agora me mostra que era tudo verdade as bobagens românticas que eu lia e duvidava que existisse um sentimento que só fizesse bem e mostrasse o melhor da gente e fizesse com que a gente quisesse ter o poder de fazer nascer asas no lugar dos braços para poder voar somente para ver um rosto sorrindo ou chorando. Que o amor é desejar sofrer e poupar do sofrimento uma pessoa que não entendemos porque amamos tanto e que não temos a mínima vontade de entender. Porque a vida era outra vida quando essa pessoa não existia. E agora tudo dói de humana que sou de longe que estou de medo que tenho de não ver teus olhos. De medo de nunca poder dizer que te amo olhando no fundo desses teus olhos que são a centelha que ateia fogo nas lenhas secas da minha vida.

Texto já publicado em O Passar dos Dias

10 comentários:

  1. Que texto!, Renata. Lí de um só fôlego, "sem conseguir respirar"!
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Renata, entendo essa falta de ar.
    Lindo post.

    ResponderExcluir
  3. Sem respirar, sem vírgulas, só derramando... É. Esse é o amor.

    Beijo, gurias.

    ResponderExcluir
  4. Ai, Renata, que lindo, que intenso...
    Tão vc e sua capacidade inesgotável de dizer as coisas que sentimos e sofremos e vivemos e tantas vezes não conseguimos expressar.
    Li sem respirar, mesmo, pois pensei que eram meus próprios pensamentos que tinham transbordado na tela do monitor...
    Vc é impressionante!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Lua, fico feliz com suas palavras!
    Bom te ver por aqui.

    ResponderExcluir
  6. Bípede, Cirandeira,Gerana e demás amigos: nao posso entrar no meu próprio blog e tenho hackeada a minha conta de gmail.
    Di meus datos como um estúpido, pois apareció um mensagem como se fosse da gente de google.
    Desculpen que involuntariamente nao possa contesta ou comentar como querría.
    Correio alternativo:nippur24@gmail.com
    Un abrazo, Ignacio (Lisarda)

    ResponderExcluir
  7. P.D.-É posível que rescebam algum mensagem desde lisarda@gmail ou tolvanera-em inglés-pidiendo ayuda financiera. Obviamente nao sou eu.
    Saibam desculpar tanto involuntario incordio.
    Obrigado e espero que este exilio seja breve.
    Ignacio (Lisarda)

    ResponderExcluir
  8. Pois é Ignacio, já recebí essa msg, mas felizmente sou muito desconfiada e não a abrí.
    Escreví uma msg pra ti, contando o ocorrido. Eles estão fazendo isso com uma certa frequência. Espero que consigas resolver esse problema.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. parabéns Renata. gostei muito :)

    ResponderExcluir