domingo, 6 de junho de 2010

Fábulas

Cansado de tantas histórias vãs, planejava sua fuga. Era preciso esquecer. Era preciso aquietar a raiva e a desesperança. Naquele momento, seu desejo era partir. Encontrar outros países, onde seu nome não existia. Onde não haveria mais lendas e perseguições. Adormeceu, para obter alguma resposta através dos sonhos. E sonhando, se viu ao lado da donzela que tanto amava. E no sonho, mais uma vez, ela gritou horrorizada, ao ouvir sua voz de fogo. Acordou em prantos. Era preciso ser outro, ter outro idioma. Ou desistir do amor impossível.

3 comentários:

  1. Que triste não poder ser/aceitar a si mesmo para poder amar...
    Belas linhas Eliana.
    abraços.

    ResponderExcluir
  2. Lembrei de uma donzela que, certa noite, acordou gritando, horrorizada com a enorme quantidade de amor que sentia :)

    ResponderExcluir