domingo, 4 de julho de 2010

Moto-contínuo

Um homem pode ir ao fundo do fundo
 Do fundo se for por você
 Um homem pode tapar os buracos do mundo
 Se for por você
 Pode inventar qualquer mundo
 Como um vagabundo se for por você
 Basta sonhar com você
 Juntar o suco dos sonhos
 E encher um açude se for por você
 A fonte da juventude correndo nas bicas
 Se for por você
 Bocas passando saúde
 Com beijos nas bocas se for por você
 Homem também pode amar
 E abraçar e afagar seu ofício porque
 Vai habitar o edifício que faz pra você
 E no aconchego da pele na pele
 Da carne na carne, entender
 Que homem foi feito direito
 Do jeito que é feito o prazer
 Homem constrói sete usinas
 Usando a energia que vem de você
 Homem conduz a alegria
 Que sai das turbinas de volta a você
 E cria o moto-contínuo
 Da noi te pro dia se for por você
 E quando um homem já está de partida
 Da curva da vida ele vê que o seu caminho
 Não foi um caminho sozinho porque
 Sabe que um homem vai fundo e vai fundo
 E vai fundo se for por você

Chico Buarque

5 comentários:

  1. Tenho um disco em que o Ney Matogrosso canta essa música. É de arrepiar a alma. Vou procurar no You Tube.

    ResponderExcluir
  2. Esta letra é espetacular, tal como todas as letras de Chico.

    Chico é espetacular!!

    ##

    ResponderExcluir