quarta-feira, 7 de julho de 2010

EDUARDO WHITE

Requerimento de um cidadão desiludido consigo mesmo.
Por Eduardo White.
Ilustríssima Senhora Vida Distinta,
Quero um poço fundo para morrer.
Um poço fundíssimo onde morto eu não me possa rever. Um poço escuro, Ilustríssima senhora, um poço que arda entre o silêncio e a escuridão, um poço que doa só de nos vermos na sua vertigem, um poço que abra as vísceras terrenas da solidão.
Quero um poço fundo, um fundo poço para morrer e não outro poço que seja este em que me estou a perder. Longo, obtuso, fantasmagórico, com chamas que queimem, que subam aos olhos de quem me queira reaver.
Um poço por favor, é tudo o que estou a pedir-lhe, é tudo o que eu pretendo ter, um poço onde morra intranquilo como me condenou a viver.
Porra que quero um poço, é tão difícil um poço onde a morte me possa merecer? Então dê-me, com urgência, com a veemência concreta de um ódio qualquer, mas que seja puro e mau e perverso e tenha lanças que me trespassem a barriga e me partam em absoluto a minha espinha dorsal.Eu quero um fundo, um poço fundíssimo, um poço escuro para que possa morrer tão perfeito e completamente como nunca assim pude viver.
Porra, um poço. E isso custa dar-me sem pedir-lhe deferimento?
Custa tanto autorizar o que a faz rir? Senhora minha e Ilustríssima, um poço bem mais fundo que o seu, bem mais escuro, bem mais vertiginoso, bem mais lamacento que o corpo com que a ele me vou atirar.
Um poço, Digníssima, onde morto eu não a oiça nem falar nem tão pouco doer-se de respirar. Um poço que seja talqualmente este fosso de onde lhe requeiro isto e onde a vida, depois que demitida, seja em si um sólido quisto.
Atenciosamente
Um baixíssimo cidadão
Eduardo White
(Para quem não conhece Eduardo White, faça o favor de pesquisar e de ler tudo o que está publicado. Poeta maior da pátria lusófona. Podem começar pelo livro: "poemas da ciência de voar ou da engenharia de ser ave" ).
GED

Um comentário:

  1. Sim, senhor. Já estou fazendo o favor de googlear o senhor White.

    ResponderExcluir