quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Você Merece, Vargas Llosa!

Fiquei muito feliz em saber agora que Mário Vargas Llosa recebeu o Nobel de Literatura de 2010. Prêmio mais do que merecido. Trata-se de um grande escritor e homem de admirável sensibilidade.

"Não pensava que sequer estava entre os candidatos", disse o escritor de 74 anos em Nova York, na primeira reação após receber a notícia do prêmio, segundo site Terra.




Um dos mais belos livros que li foi "Conversa na Catedral" (não é uma igreja, mas um bar do tipo espelunca), acerca da vida política e social na cidade natal de Llosa, Arequipa, no Peru.

“Eu quisera que meus livros fossem lidos como eu li os romances de que gosto. Os romances que me fascinaram, mais do que entrar pela inteligência, através do puro intelecto, da pura razão, me enfeitiçaram literalmente, quer dizer, se converteram em histórias que de certa forma destruíram toda capacidade crítica em mim. E me faziam perguntar: O que vai acontecer? O que vai acontecer? Este é o tipo de romance que eu gosto de ler e este é o tipo de romance que eu gostaria de escrever. Então para mim é muito importante que todo elemento intelectual, que é inevitável que esteja presente em um romance, de alguma forma esteja dissolvido fundamentalmente em ações, em episódios que deveriam seduzir o leitor não por suas idéias, mas por sua cor, por seu sentimento, suas emoções, suas paixões, por sua novidade, por seu caráter insólito, pelo suspense e o mistério que possa emanar deles. Para mim, a técnica do romance é fundamentalmente conseguir isso, conseguir diminuir e, se possível, abolir a distância entre a história e o leitor. Nesse sentido eu creio que sou um escritor do século XIX. Para mim o romance continua sendo o romance de aventura, que se lê desse modo especial, tomado pela história”.

Essas palavras podem ser encontradas no livro de Ricardo A. Setti, Conversas com Vargas Llosa (Brasiliense, 1986) - Pescado do Blog Monte de Leituras de Alfredo Monte.
 

8 comentários:

  1. Carlos, concordo totalmente.Vargas Llosa é um grande romancista e um escritor comprometido com a história do continente e da língua espanhola.
    Para os leitores de Brasil é referencia obrigatoria o seu romance A guerra do fim do mundo, em que trata o mesmo sujeito que Euclides da Cunha, a guerra de Canudos.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  2. Um escritor maior. Fez-se justiça.
    GED

    ResponderExcluir
  3. E eu tinha pensado em postar tb em homenagem a ele! PARABÉNS DEMAIS PRA ELE!!! \o/

    ResponderExcluir
  4. Faça seu post Marcelle, porque ele merece.

    ResponderExcluir
  5. Li de Vargas Llosa "Sabres & Utopias", porque aborda nossa vivência. Parabéns pela homenagem Carlos Eduardo.
    Com carinho,
    Sílvia

    ResponderExcluir
  6. Carlos: não vi que já havia uma postagem com a notícia do Nobel e postei também. Bela homenagem a sua. Estamos ambos contentes com o prêmio, então vou deixar a minha postagem, nunca é demais demonstrar o nosso contentamento.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou bastante ignorante em termos de Llosa. Li apenas dois livros dele. Na verdade, sou bastante ignorante em tanta coisa. Mas não sou preguiçosa, o que me ajuda bastante, então, vou colocá-lo na pilha de leitura :)

    ResponderExcluir
  8. eu achava que F. Roth teria chance...mas fiquei muito feliz com esta atribuição. mesmo.

    ResponderExcluir