quinta-feira, 21 de outubro de 2010

O novo disco da cantora portuguesa Sara Serpa

Ran Blake / Sara Serpa
Camara Obscura

A Jazz Magazine deste mês, que lhe atribui um choc (classificação máxima), não poupa nos elogios: «Brillante, áerienne, fraîche, pure (d'une impressionnante justesse jusque dans l'extrême aigu), exquisément juvénile...»

3 comentários:

  1. Ainda não, mas para lá caminha. O céu é o limite!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma estrela portuguesa...
    fico muito feliz...
    e curiosa...

    beijos
    Leca

    ResponderExcluir