quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Corpo e cidade



                                                                     
 Rio de Janeiro. Imagem sem menção de autor.


O corpo entregue à cidade
estreia a cada instante
sensações de luz e sombra
e ruas conjugadas pelo sol
poeira e fumaça.
O corpo continente
treme de asfalto e trânsito
e de um desejo de encontro
e águas secretas.

Fora de alcance
ele sabe
leitos de pensamento
clareiras de silêncio
outras estâncias
e o mar invade aos poucos
a praia da memória.

6 comentários:

  1. entregar o corpo à cidade, aquela que chamamos de nossa

    beijo

    ResponderExcluir
  2. Dade, cada vez mais prazeroso de ler...
    Beijos,

    ResponderExcluir
  3. São tantos olhares pra cidade que parece que são tantas cidades...

    ResponderExcluir
  4. Muito bom!
    um abraço e um ótimo feriadão!

    ResponderExcluir
  5. Maravilha, DADE!

    A praia da memória! Belo!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir