quarta-feira, 15 de setembro de 2010

RIOS

Hoje perdi uma pessoa de quem gostava muito.
Mais uma que se vai deste rio de afectos, que cada vez fica mais seco.
Na nascente, tudo é possível, mas com a foz aproximando-se, apenas vai restando o leito pedregoso e adiante o nevoeiro adensa-se.
Nada a fazer senão aventurar-me por ele adentro, e renegar de uma vez por todas, este rio que só tira.

GED

5 comentários:

  1. GED, sentimento de dor por uma perda é difícil mesmo! Não é possível nem dizer que se entende pois só àquele que perde sabe. O nevoeiro ficará menos denso. Tempo, tempo, tempo...
    Estou aqui.
    Sílvia

    ResponderExcluir
  2. Como diz a Sílvia, GED, eu também estou aqui. Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Fico muito feliz pelo apoio das duas.
    Bjs
    GED

    ResponderExcluir
  4. GED, e então já tá melhor? A água do rio voltou a correr?
    Que bom que você está feliz com o nosso apoio.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Porque apoio é sempre muito importante!

    ResponderExcluir