quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Esperanto esperado



       Ninguém presta atenção. Estão a pensar sobre a dimensão vertiginosa dos próprios umbigos  há uns quinze minutos. E é bem provável que continuem pelos próximos quinze meses. Quem sabe, quinze anos? Em um copo de umbigo caberá sempre um copo cheio: metade de ar, metade de água (ou de vinho se houver bom gosto e um pouco de boa vontade combinando com uma alma clara e pura). Uma  alma clara e pura, colchão para um corpo cansado.  Alguém para se deitar em cima ou ao lado. Alguém que dispense o uso de travesseiros e segure suas mãos se elas estiverem trêmulas e diga amo você,  mena tanda wena,  i love you,  mi amas vin quando uma outra pessoa de verbo na ponta da língua não puder assim lhe dizer. Sim, mi amas vin: eu te amo em esperanto. Esperanto esperado. Desesperado. Língua de sonhadoras bocas à procura de um único idioma, idioma diluído na saliva e privado do amor na carne da fé.  Fé de férias. Caída. Cansada.   Pálida e magra.  Fé que sente.  Fé distante. Fé doente.

15 comentários:

  1. Umbigo é flor de uma planície que se derrama em curvas, única flor ainda a emocionar poetas por ser um centro de gravidade do olhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio, respondi lá no face.
      Gostei muito desse umbigo que é flor e que se derrama e não derrapa nas curvas.

      beijoss

      Excluir
  2. Muito lindo Bípede,alma clara e pura..linda GAGAU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gagau,
      Obrigada :)
      Mas eu não sou alma clara e pura.
      Sou alma anoitecida.

      beijoss

      Excluir
  3. Respostas
    1. Mal tenho perguntas pra saber as respostas, Dario.
      Mal.
      Mas quem há de???

      Beijoss

      Excluir
  4. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  5. Enquanto a fé cada dia mais cansada e doente agoniza em seu leito, os cuidadores de umbigos vão alimentando seus próprios egos!

    beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ci,
      será que não estão certos?
      o que será que é certo?
      eu não sei muito bem nada de nada rsrs

      beijosss

      Excluir
    2. Eu não sei o que é certo ou o que é errado, sei apenas
      que não gosto muito de ficar olhando apenas pro meu umbigo, porque tenho medo de ficar zarolha :)

      beijoss

      Excluir
  6. "Língua de sonhadoras bocas à procura de uma único idioma, idioma diluído na saliva e privado do amor na carne da fé". Cara, gostei muito disso...
    Beijos, Lelena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tania,

      Se tem uma privação que machuca é essa de não viver o amor na carne da fé.
      E saber que há quem nem tenha tanta e viva.

      beijoss

      Excluir
  7. Afaga, afaga a tua fome, Lena.
    bjss,
    José Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Carlos,
      afago e ela adormece.
      deve ser por isso que ando magra como a Olivia Palito rsrs

      beijoss

      Excluir