segunda-feira, 28 de maio de 2012

Retrato



O dia passou veloz
trouxe a janela de maio
e uma voz antiga como a brisa.

Guardei o dia
no álbum dos retratos mais amados.

8 comentários:

  1. Álbum precioso digno de tanto zelo...
    beijos e bem-vinda :)

    ResponderExcluir
  2. Nesse álbum deve existir outras raras preciosidades como a desse dia!

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Dia que passa veloz, sempre belos... e dignos de um lugar especial no álbum.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. dade amorim poema muito verdadeiro.Álbum sempre valioso...

    ResponderExcluir
  5. Dade,


    Pensei nas letras do Lô Borges e Márcio Borges. Clube da Esquina com eu lírico feminino. Essa foi minha primeira associação melódica, deixadas todas as nuances [e diferenças] de lado. Compartilho contigo este link interno.





    Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Já esqueci, todas as palavras que queria ouvir
    Todo os sentires por sentir
    Já não sou protagonista de uma comédia de enganos
    Sou apenas demiurgo de uma perversa cena de uma chegada sem partir

    Sou uvas amargas do mês de Abril
    Vinho de travo verde ao beber
    Semente atirada ao meio das pedras
    Olhos na bruma na inquietação do ver

    Uma imensa e incontida força neste peito
    Na alma uma cicatriz, qual estigma
    Serei apenas um barco de papel à deriva!?
    Ou como já alguém disse, um…Enigma…

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  7. Amigos, tanto carinho é uma delícia rara.

    Beijos a todos!

    ResponderExcluir