quarta-feira, 28 de março de 2012

Segredos...!

"La Boca de la Veritá"


Existem nas recordações de todo homem, coisas que ele só revela aos amigos. Há outras que não revela, mesmo aos amigos, apenas a si mesmo e assim mesmo em segredo. Mas também há, finalmente, coisas que o homem tem medo de desvendar até a si próprio.


Fiódor Dostoievski, escritor russo (1821-1881), autor de "Crime e Castigo", "Recordações da Casa dos Mortos", "O Idiota", "Os Irmãos Karamazov", entre muitos outros.

9 comentários:

  1. É fato. Mas, com esforço, coragem e sinceridade [frise-se esta última: sinceridade de busca], desenterra-se até isso.


    Ou não, como diria o bom baiano.

    ResponderExcluir
  2. rsrsrs :)
    É vero, Marcelo!
    - Como?
    - Como, como como?
    - Como como comes!
    ahahaaha

    ResponderExcluir
  3. Não desvendar a si próprio seria ou é uma falta de auto confiança.
    Xeros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode até ser, Ana Karla, mas depende de tantos fatores,
      né não?

      seja bem-vinda, e obrigada pela visita!

      bjs

      Excluir
  4. Uma frase verdadeira, abraço Lisette.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lisette, obrigada pelo comentário.

      abraço

      Excluir
  5. Olá Cirandeira,
    Eu que li praticamente toda obra literária de Dostoievski não me admiro das citações do mesmo. Me agradou, entretanto encontrar em seu blog uma referência tão valiosa deste grande escritor russo.
    Abraços de Natal.

    ResponderExcluir
  6. Olá Geraldo, seja bem-vindo! Esse blog é fruto de uma colaboração coletiva. É um prazer recebê-lo.
    Saudações a Natal, essa cidade encantadora!

    abraços e volte sempre!

    ResponderExcluir
  7. É isso mesmo!
    Naturalmente, aos homens que são senhores.
    O que já é muito raro encontrar.
    O desvendar de si?
    Hum...Por vezes é melhor, não...

    ResponderExcluir