terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Cem anos

Atis-Lusis, 1951


Vejo mãos que me folheiam

buscando-me a fisionomia —

mas já passei, agora

sou apenas poesia.



Vejo rostos que me amam

tentando saber quem fui —

sou um retrato, miragem

que o tempo dilui.



Vejo braços que me acenam

chamando-me insistentemente —

para que, se a folha que passa

passa tão de repente?


Antonio Brasileiro, pintor e poeta baiano.

Um comentário:

  1. Interessantes teus posts, escrevo para divulgar o : www.o-cercadinho.blogspot.com Caso queira acompanhar e dar umas risadas,
    será um prazer ter nos visitando lá. O que é o Cercadinho? Segue apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada. Somos dois homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. Apaixonante, cafajeste e trash total, esse o Marcão. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
    Iberê

    ResponderExcluir