terça-feira, 16 de novembro de 2010

Milagrário Pessoal - José Eduardo Agualusa



" - Há palavras que salvam. Há palavras que matam. Há palavras que saíram da boca dos anjos, e ainda trazem em sua natureza o brilho do céu."

" A violência é uma rendição da inteligência."

" Cheguei aqui, sussurrou, puxando-me por um braço. Tenho um presente dele para o senhor. São palavras. Palavras novas, brilhantes e coloridas como missangas. As palavras mais lindas do mundo."

" A tua pele acende-se, como um céu de tempestade, os cabelos ganham negror e volume. Toda tu cresces. Aprendi a amar as trovoadas. Nada me faz sentir mais vivo do que a beleza convulsa de um céu em fúria."

8 comentários:

  1. Bípede,

    Me lembra Clarice... "Nada me faz sentir mais vivo do que a beleza convulsa de um céu em fúria."
    Me lembra muito Clarice...

    Beijo, lindo post!

    Carla

    ResponderExcluir
  2. E eu lembrei de Cecília! "Ai palavras, ai palavras que estranha potência a vossa..." Fantástic. Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Gurias, meu livro está todo marcado. Vocês precisam ler esse descrevendo uma mulher :) Precisam!
    bjs.

    ResponderExcluir
  4. Le, qual das edições estás lendo?
    - a da D.Quixote, Lisboa, de 192p. ou
    - a de 240p. - Língua Geral ?

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ci, eu já terminei a leitura. Terminei no dia 15. Li a da D.Quixote.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Grande plagiador, todos os seus livros são um festival de cópias, por isso temos a sensação de estar lendo uma Clarice Lispector, um Mia Couto ou mesmo Lobo Antunes e Chico Buarque. Esse cara é um escritor mediano.

    Adriana Barros da Silva

    ResponderExcluir