terça-feira, 25 de setembro de 2012

Ciclo







Joguei-me na fogueira
E fiquei feliz
Lá se íam meus amores,
Minhas desilusões, minhas dores...
Mas logo percebí que eu não queimava
Eu ardia e vivia
Não morria
Quem morreu foi o fogo!
 
 
 
Ner Cabrera Lopez,  em  A Lenda - Editora Alley, São Bernardo do Campo-SP


4 comentários:

  1. Ah, os dois lados da moeda... Gostei da breve reflexão. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. O fogo que vivifica enquanto se apaga.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  3. O fogo é tantas vezes necessário!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ardia, vivia, morria, sentia, renascia, ardia, vivia, morria, sentia, renascia em busca de um dia que realmente fosse o fim.

    Beijoss

    ResponderExcluir