sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


Um diplomata é um homem que sempre lembra a data de aniversário de uma mulher mas nunca lembra a idade.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Aos visitantes e colaboradores do Mínimo Ajuste


Tempo


Quem teve a ideia de cortar
o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança
fazendo-a funcionar no limite
da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e
tudo começa outra vez
com outro número e outra vontade
de acreditar
que daqui para adiante
vai ser diferente...


Para você,
desejo o sonho realizado,
o amor esperado,
a esperança renovada.


Para você,
desejo todas as cores dessa vida,
todas as alegrias que puder sorrir,
todas as músicas que puder emocionar.


Para você, neste novo ano
desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
que sua família esteja mais unida,
que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas,
mas nada seria suficiente...


Carlos Drummond de Andrade

Definições definitivas...


Cozinheiro é aquele que come a melhor comida da casa e é pago para isso.

Feliz Ano Novo 2011


















Sinto muito não estar mais perto de cada um dos habitantes do Mínimo Ajuste!
Não quero esquecer de nenhum/nenhuma entre blogueiros e comentaristas:Bípede Falante, Cirandeira, Terráqueo, Alexander, Andrea Godoy Neto, Eliana Mara, Gerana Damulakis (será que virou Salinger?:)) Vianne d' Praux, Lou,Alma,Leca,Cduxa,Pulha Garcia,Sérgio Storino,Maria Maudiê ,Paulo Amaral ,Ged,
Janaina Amado,Raquel do Carmo,Simone de Oliveira,Gregorio Omar Vainberg ,Ricardo Fabião,Francis,Tarde,Marcantonio,Mfc,. Leonardo B., Lúcia Alfada,Bia Monteiro, Carlos Eduardo da Maia,Jacklyn,Raquel ,Ivonete Moniz Pacheco,
Estrela do Mar,Ricardo,Mara,Sílvia,Prisca,Ivan Bueno,Edu O.,Tânia Regina Contreiras,F. Marta Neves,Apple,Renata Becerra, e Marta e um longo etcétera.


A todos cumpre-me desejar-lhes um feliz e próspero Ano Novo.
Um abraço para vocês todos desde este recanto argentino do planeta,
Ignacio

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ajuste Musical

Definições definitivas...


Ser coerente significa ser tão ignorante hoje como um ano atrás.

Os poemas

Foto: Truman Macedo


Os poemas são pássaros que chegam

não se sabe de onde e pousam

no livro que lês.

Quando fechas o livro, eles alçam voo

como de um alçapão.

Eles não têm pouso

nem porto

alimentam-se um instante em cada par de mãos

e partem.

E olhas, então, essas tuas mãos vazias,

no maravilhado espanto de saberes

que o alimento deles já estava em ti...


Mário Quintana

domingo, 26 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


Beleza é uma carta de recomendação a curto prazo.

Da série rir é um santo remédio


"Marido é aquela pessoa amiga e companheira, que está sempre ali, ao teu lado, para ajudá-la a resolver os grandes problemas que você não teria se fosse solteira".

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Natal Feliz



Enquanto lá neva e faz frio, aqui faz mormaço e calor. Defintivamente no extremo sul do Brasil não existe nenhum indicativo de "white cristhmas". O que importa é que é natal e essa festa -- que é cada vez mais mundial -- tem um significado especial, muito além do mero consumo. Temos de modificar este mundo complicado, onde as pessoas pensam cada vez mais em si, para torná-lo  mais humano e solidário. Não se constroi mundo melhor e possivel alimentando antagonismos e divisões. Se constroi mundo melhor e possível investindo na inclusão social e na solidariedade. Essas são as verdadeiras bandeiras da paz. Que esse natal seja -- para todos -- de paz e felicidades.

NATAL

Para todo o mundo que anda por aqui, e mesmo para aqueles que não andam, votos de um feliz Natal.
Abraços
GED

Feliz Natal


Com um grande abraço da Bípede Falante!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

God Rest Ye Merry Gentlemen - Chick Corea

Definições definitivas...


Não discuta com sua esposa quando ela estiver dobrando seu pára-quedas.

"Gramática de um Poeta"

‎"A gramática, a mesma árida gramática, transforma-se em algo parecido a uma feitiçaria evocatória; as palavras ressuscitam revestidas de carne e osso, o substantivo, em sua majestade substancial, o adjectivo, roupa transparente que o veste e dá cor como um verniz, e o verbo, anjo do movimento que dá impulso à frase".
Charles Baudelaire

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


O casamento é a maneira de um homem descobrir que tipo de marido sua mulher teria preferido.

Muito Legal O Trailer desse Fillme de Computação Gráfica Ambientado no Riiiio



Uma das grandes novidades tecnológicas dos últimos tempos são os filmes de computação gráfica. Tudo começou com o pessoal da Pixar (hoje Disney Pixar)  fazendo Toy Story 1 que é uma obra prima(Recomendo o 2 e o 3). Depois apareceram  a Era do Gelo, Shrek e tantos outros.

Carlos Saldanha é animador brasileiro e diretor da Era do Gelo 2 e 3 e resolveu fazer um filme de computação gráfica ambientado no Riiio.


Assisti o trailer esta semana e achei muito bacana.

Provérbio Africano


                                       A  lua anda devagar mas atravessa o mundo.

de Paulo Amaral - O Louvre e o Sena

 
Posted by Picasa

NOVAS PÉROLAS DO ENEM...ANO: 2010



“O Brasil não teve mulheres presidentes mas várias primeiras-damas foram do sexo feminino.”
(denúncia gravíssima: isto significa que vários ex-presidentes casaram-se com travestis)

“O número de famigerados do MST almenta a cada ano seletivo.”
(e a burrice não “diminói”!!!)

“Os anaufabetos nunca tiveram chance de voltar outra vez para a escola.”
(nem de ir… Affff!!!)

“Vasilhas de luz refratória podem ser levadas ao forno de microondas sem queimar.”
(alguém poderia traduzir???)

“O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba.”
(vende-se uma máquina de escrever faltando algumas letras!!!)

“Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos.”
(algumas antas comem mulheres carnívoras, né?!)

“Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana”
(“sarneamento” deve ser a aplicação das teorias do Zé Sarney… eu “axo”… mas não me “pré-ocupo” muito…)

“Fidel Castro liderou a revolução industrial de 1917, que criou o comunismo na Russia.”
(bom… deve ter sido o avô dele…)

“O Convento da Penha foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do morro.”
(deve ter demorado o “céculo” inteiro pra fazer a mudança…)

“A História se divide em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje.”
(esqueceu da História em Quadrinhos)

“Os índios sacrificavam os filhos que nasciam mortos matando todos assim que nasciam.”
(pena que a mãe dessa anta não era índia…)

“Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos.”
(ou era uma “biga” macho que tinha duas “bigas” fêmeas, puxada por uma anta???)

“No começo Vila Velha era muito atrazada mas com o tempo foi se sifilizando.”
(deve ter sido no tempo que chegaram as primeiras prostitutas lá…)

“Os pagãos não gostavam quando Deus pregava suas dotrinas e tiveram a idéia de eliminá-lo da face do céu.”
(Como será que eles tencionavam fazer isto???)

“A capital da Argentina é Buenos Dias.”
(e de noite, nuda o nome pra Buenas Noches…)

“A prinssipal função da raiz é se enterrar no chão.”
(e a “prinssipal” função do gozador é morrer de rir com uma dessas…)

“As aves tem na boca um dente chamado bico.”
(cruz credo…)

“A Previdência Social assegura o direito a enfermidade coletiva. ”
(Quando há uma epidemia, não deixa de ser verdade…)

“Respiração anaeróbica é a respiração sem ar, que não deve passar de 3 minutos.”
(senão a anta morre…)

“Ateísmo é uma religião anônima praticada escondido. Na época de Nero, os romanos ateus reuniam-se para rezar nas catatumbas cristãs.”
(“catatumbas”… hein?!)

“Os egipícios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais.”
(o cérebro dessa anta não se “dezenvolveu”!!!)

“O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro.”
(essa anta não deve ter o tal nervo senão seu cérebro não seria tão obscuro…)

“A Geografia Humana estuda o homem em que vivemos.”
(esse deve ser gay…)

“O nordeste é pouco aguado pela chuva das inundações frequentes”
(é verdade, de São Paulo até o Nordeste, falta construir aquadutos para levar as inundações…)

“Os Estados Unidos tem mais de 100.000 Km de estradas de ferro asfaltadas.”
(NÃO… Eu não lí isso…)

“As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas.”
(a noite deve ter ficado muito esclarecida com essa idéia luminosa…)

“Republica do Minicana e Aiti são países da ilha América Central.”
(procura-se urgente um Atlas Geográfico que venha com um Aurélio junto…)

“As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet.”
(pornofonografia??? Tá… Então um CD dos Raimundos é pornofonografia…)

“A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly.”
(e deve ter inventado também a Operação Furacão, que colocou alguns juízes no olho do clone…)

“O Papa veio instalar o Vaticano em Vitória mas a Marinha não deixou para construir a Capitania dos Portos no mesmo lugar.”
(tadinho do Papa…)

“A devassa da Inconfidência Mineira foi Marília de Dirceu, a amante de Tiradentes.”
(rsrsrs… Misturou tudo…)

“Hormônios são células sexuais dos homens masculinos.”
(Isso!!! E nos homens femininos, essa célula chama-se frescuromônios…)

“Os primeiros emegrantes no ES construiram suas casas de talba.”
(ao mesmo tempo que praticavam tiro ao Álvaro…)

“Onde nasce o sol é o nacente , onde desce é o decente.”
(e a anta que escreveu isto é indecente!!!)

FECHANDO COM CHAVE DE "OURINA":
“A terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados no mundo. Os outros planetas menos demográficos são: Mercurio, Venus, Marte, Lua e outros 4 que eu sabia mas como esqueci agora e está na hora de entregar a prova, a senhora não vai esperar eu lembrar, vai? Mas tomara que não baixe minha nota por causa disso porque esquecer a memória em casa todo mundo esquece um dia, não esquece?”
(e eu quase chorei…)

Sem palavras,
Sílvia

Linha azul


       Desterra esse querer para que a maré se faça em uma única onda e trançe a minha chuva com o teu horizonte, linha azul a caminhar por entre os meus tremores, traços sedentos da tua substância, ternura transfigurada pelos meus contornos e pelo perfume com que hidratas a minha seiva enquanto floresço em ti.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Alphonsus Guimaraens - Rosas


Rosas que já vos fostes, desfolhadas
Por mãos também que Já foram, rosas
Suaves e tristes! Rosas que as amadas,
Mortas também, beijaram suspirosas...

Umas rubras e vãs, outras fanadas,
Mas cheias do calor das amorosas...
Sois aroma de almofadas silenciosas,
Onde dormiram tranças destrançadas.

Umas brancas, da cor das pobres freiras,
Outras cheias de viço de frescura,
Rosas primeiras, rosas derradeiras!

Ai! Quem melhor que vós, se a dor perdura,
Para coroar-me, rosas passageiras,
O sonho que se esvai na desventura ?

* Imagem: Botticelli - Birth of Venus

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Feliz Aniversário


Querida Apple, o último aniversário do ano é o seu, o mais perfumado pelo aroma desse seu pomar musical e humano, então, um grande beijo e muitas alegrias pela data, que fazer aniversário é deixar a fruta mais saborosa e mais cobiçada :)
beijos
BF e Cirandeira

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Sussurradores de Poesia


O grupo francês Les Souffleurs soprou no ouvido de Giselly Lima, que soprou em meu ouvido: a gente pode enternecer o mundo sussurrando poesias.
Murmurei para os meus alunos e ...
clique aqui pra ver no que deu :

(De)Lícia Beltrão, muitíssimo obrigada pelo convite.

Martha Galrão

Erro médico e abusrdo em atendimento hospitalar em Salvador

Terça-feira começou minha via crucis em plena época de Natal. Há quatro dias eu sentia uma dor na parte inferior esquerda do abdomen. Achei que tinha a ver com o esforço exagerado que faço no esptáculo e deixei passar. Ontem resolvi procurar as emergências dos hospitais próximos a minha casa. Primeiro passei no Espanhol onde fui atendido pelo Dr Gustavo Duran. Este profissional sentado atrás da mesa estava, sentado atrás da mesa continuou. Me fez algumas perguntas que respondi com os sintomas que eu sentia. Satisfeito com minhas explicações diagnosticou de cara "é muscular". Não se levantou para avaliar meu abdomen e foi logo receitando relaxante muscular. Eu que trabalho com e entendo perfeitamente meu corpo, sabia que não era dor muscular e lógico que não segui as recomendações médicas.


Chegando em casa me senti febril e me preocupei um pouco mais. Me dirigi ao Hospital Português que como sempre estava com emergência lotada e placa pedindo para os pacientes procurarem outro estabelicimento. Insistimos (eu e minha irmã) e fomos atendidos. O que eu pensava ser uma consulta de no máximo quatro horas está durando até agora com minha internação a aprtir do diagnóstico de diverticulite.

A espera para os exames ainda na terça-feira a noite foi grande. Foi solicitada uma tumografia para avaliar se seria problema intestinal ou urinário o que causava aquela dor intensa. Chegando na sala do exame informei que sou alérgico a caranguejo e siri, fizeram a tumografia sem o contrastee depois disso resolveram repetir o exame com este procedimento. Para isso foi necessário fazer uma desensibilização o que me obrigou a dormir no hospital. A novela começa ai.

As 2:30h da madrugada tomei a primeira medicação e fui informado que as 8h da manhã repetiria o procedimento e as 9h tomaria uma injeção para enfim ser encaminhado ao exame com o contraste. Pois bem, uma noite incômoda, apreensiva porque eu não sabia o que se passava, minha cabeça só me dizia coisa ruim, chorando com medo. As 9h me deram a injeção e enfiaram um acesso na veia para que fosse aplicado o tal contraste. "senhor, daqui a pouco o senhor vai fazer a tumografia". nervoso eu esperei até meio-dia, vendo pessoas que chegaram naquela manhã serem atendidas antes de mim. eu que estava sem comer desde as 16h do dia anterior, com fome e sede pois nem água eu podia beber. Quando percebi que eles estavam me esquecendo ali, largado, o médico da madrugada nem se aproximou de mim para saber se eu estava com dor ou alegre. Comecei a me desesperar, desci da maca, sentei na minha cadeira e comecei a brigar, em voz bem alta, contra o desrespeito que estavam fazendo comigo, comecei a chorar. Então, vi o chefe da emergência do Hospital Portugês, um Dr. Renato Valente, conversando com meu acompanhante. Então repeti para ele que eu estava com fome, com sede, nervososem saber o que estava acontecendo e que eles estavam me enganando, me fazendo de idiota, informando toda ora que eu seria o próximo atendido, mas que toda hora outra pessoa entrava na minha frente.

Este cidadão, Dr. Renato Valente, achou ruim minha reclamação e começou a me tratar mal,como se eu não tivesse direito de reclamar ou estar estressado. Disse que não falaria comigo enquanto eu não me acalmasse, que eu não gritasse, que o procedimento era aquele se não eu teria morrido, que eu teria que esperar 12 horas, etc etc etc... eu fui chorando mais ainda e me retirei do sala onde ele havia me levado. Procurei o médico que me atendeu anteriormente pedindo que ele fosse verdadeiro comigo, pois eu precisava saber o que estava se passando. Ele então me disse que seu colega não estava sabendo o que aconteceu e que aquela informação das 12 horas não era verdadeira, haviam feito um procedimento que agilizou a desensibbilização e que eu desceria para o exame.

Depois de todo o escândalo que foi necessário fazer, eles me encaminharam para a tumografia. Minha irmã me pedindo calma, mas como poderia me acalmar numa situação dessa? Somente com a reclamção e três horas de atraso, eles que me diziam o tempo todo que eu já desceria, resolveram me levar.

Quando voltei, meu acompanhante disse que o Dr. Renato Valente lhe falou "não trabalho em restaurante, nem lanchonete" para lidar com uma situação daquelas. Numa total demonstração de falta de ética e de sensibilidade. Porque ele se trabalhasse num desses estabelicimentos com certeza faliria, mas como tem o "poder" da medicina em mãos e nós não pagamos diretamente a ele por aquele serviço, somos obrigados a nos deparar com figuras com esta que não tem o menor cuidado com as pessoas com quem trabalha. Na noite anterior ele chegou na recepção do hospital, passando na frente de todo mundo colocando uma pessoa conhecida na fila para ser atendida antes do que os outros.

Dr. Renato Valente não trabalha em restaurante, nem lanchonete, mas faz do hospital onde exerce sua função um açougue. Somente quando ele viu que não estava a par do que aconteceui comigo, quando seu colega falou em sua frente que ele estava enganado e que o procedimento que ele afirmava ser para proteger a minha vida não condizia com tudo que já tinha passado, ele sem pedir desculpas mudou o tom de voz, mas aí já era tarde demais, o mal que me fez já estava impregnado no meu corpo.

E ao Dr. Gustavo Duran informo que uma diverticulite não se trata com muscolare. Eu nem estudei medicina para saber que é preciso analisar com cuidado os pacientes. Se eu tivesse mentido dizendo um quadro diferente do que eu sentia, ele teria feito como pai de santo charlatão, adivinharia minha doença. Para isso não precisa ficar tanto tempo numa faculdade. Abre uma tenda e coloca

"PAI GUSTAVO DURAN atende", cuidado para não levar o colega Renato Valente como coordenador porque pode falir seu negócio.

Haja incompetência na área de saúde, viu? E assim ficamos a mercê de profissionais, (ops) profissionais? como estes.

O que salva são os outros profissionais atenciosos e delicados, dedicados ao que fazem que me atenderam e estão atendendo para que eu me recupere logo. A equipe de enfermeiros e assistentes da emergência foi muito boa e agora na Unidade Gastro do Portugês também o antendimento é excelente. Uma pena terem colegas como estes que descrevi no início da conversa.

Gavetas

                                    Guarda na gaveta a carta sem palavras e o retrato do amor sem álbum; guarda na gaveta a chave e a geometria de uma cama; guarda na gaveta  a lembrança de uma cor inexata, a carícia e a chaga de um verbo sobre o  corpo derramado.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Imperfeito do Subjuntivo


               Tomasse eu o seu eco, nua ao som do seu corpo, espalharia pela sua saliva a ferida presa aos meus lábios. Tomasse você o que se esconde sob os meus olhos fechados, perceberia os cacos do amor inutilizado e o quanto guardava esperanças o indefinido retrato.

Me acuda São Francisco !

Um cara se jogou lá do alto do Edifício Itália, Mas logo se arrependeu e invocou o santo de sua devoção : - "Me acuda, meu São Francisco, me acuda !" De repente, num milagre da física, ficou suspenso no ar e ouviu uma voz que lhe perguntou: - "De Assis, ou de Paula" ? - " De Assis ", respondeu o pretenso suicida. E a voz do alto respondeu: '- "Então te rala, pois eu sou o de Paula ".

DON FRUTOS

Don Frutos é o mais novo romance do grande escritor brasileiro Aldyr Garcia Schlee. Imperdível, assim como seu romance anterior, OS LIMITES DO IMPOSSÍVEL, que conta a história do nascimento ( pretensamente ) incestuoso de Carlos Gardel. Recomendo como leitura de fôlego este novo Premio Açorianos de 2011. Com linguagem da fronteira do Rio Grande com o Uruguai, conta a história do retorno de Fructuoso Rivera do exílio no Brasil para o seu país, o Uruguai. Aproveitem !

DON FRUTOS

 
Posted by Picasa

Don Frutos, de Aldyr Garcia Schlee

 
Posted by Picasa

Dois corpos que caem

Por simples acaso, dois desconhecidos encontraram-se despencando juntos do alto do Edifício Itália, no centro de São Paulo.
- Oi - disse o primeiro, no alvoroçado início da queda - Eu me chamo João. E você?
- Antonio - gritou o segundo, perfurando furiosamente o espaço.
E, só para matar o tempo do mergulho, começaram a conversar.
- O que você faz aqui? - perguntou Antonio.
- Estou me matando - respondeu João - E você?
- Que coincidência! Eu também. Espero que desta vez dê certo, porque é minha décima tentativa. Há anos venho tentando. Mas tem sempre um amigo, um desconhecido e até bombeiro que impede. Você afinal está se matando por quê?
- Por amor - respondeu João, sentindo o vento frio no rosto - Eu, que amava tanto, fui trocado por um homem de olhos azuis. Infelizmente só tenho estes corriqueiros olhos castanhos...
- E não lhe parece insensato destruir a vida por algo tão efêmero como o amor? - ponderou Antonio, sentindo a zoada que o acompanhava à morte.
- Justamente. Trata-se de uma vingança da insensatez contra a lógica - gritou João num tom quase triunfante. - Em geral é a vida que destrói o amor. Desta vez, decidí que o amor acertaria contas com a vida!
- Poxa - exclamou Antonio - você fez do amor uma panacéia!
- Antes fosse - replicou João, com um suspiro. - Duvidoso como é, o amor me provocou dores horríveis. Nunca se sabe se o que chamamos amor é desamparo, solidão doentia ou desejo incontrolável de dominação. O que na verdade me seduz é que o amor destrói certezas com a mesma incomparável transparência com que o caos significante enfrenta a insignificância da ordem. Não, o amor não é solução para a vida. Mas é culminância. Morrer por ele me trouxe paz.
Ante o vertiginoso discurso, ambos tentaram sorrir contra a gravidade.
- E você, como se sente? - perguntou João a Antonio.
Oh, agora estou plenamente satisfeito.
- Então por que busca a morte?
- Bom - respondeu Antonio - me assustou descobrir um fiasco primordial: que a razão tem demônios que a própria razão desconhece. Daí, preferí mergulhar de vez no mistério.
- Sim, da razão conheço demasiados horrores. Mas que mistério é esse tão importante a ponto de merecer sua vida?
- Não sei - respondeu Antonio - Mistério é mistério.
- Mas morto você não desvendará o mistério! - protestou João.
- Por isso mesmo. O fundamental no mistério é aguçar contradições, e não desvendar. Matar-me, por exemplo, é bom na medida que me torna parte do enigma, de certo modo, o agudiza. Tem a ver com a fé, que gera energias para a vida. Ou para a história, quem sabe...
- Taí um negócio que perdí: a fé. Deus pra mim... - e João engasgou.
- Ora - revidou Antonio vivamente. - A fé nada tem a ver com Deus, que se reduziu a uma pobre estrela anã de energias tão concentradas que já nem sai do lugar. Deus desistiu de entender os homens, e virou também indagador. Sem Deus nem Razão, a única fé possível é mergulhar neste abismo do mistério total.
- Mas para isso é preciso ao menos saber onde está o mistério - insistiu João com os cabelos drapejando ao vento.
-Ué, o mistério está em mim, por exemplo, que me mato para coincidir comigo mesmo. Mas há mistério também em você: seu morrer de amor é o mais impossível ato de fé. Graças a ele, você participa do mistério. Porque se apaixonou pelos abismos.
João olhou com olhos estatelados, ao compreender. E Antonio, que já faiscava na semi-realidade da vertigem, gritou com todas as forças:
- Há sobretudo este mistério maior de estarmos, na mesma hora e local, cometendo o mesmo gesto absurdo e despencando para a mesma incerteza, por puro acaso. Além de cúmplices, a intensidade desse mergulho nos tornou visionários. Você não vê diante de si o desconhecido? É que já estamos perfurando a treva.
E como tudo de fato reluzia, João também ergueu a voz.
- Sim, sim. É espantoso o brilho do absurdo.
- E agora - disse Antonio bem diante do rosto de João -falemos um pouco de permanência. Você gosta de meus olhos azuis?
Foi quando os dois corpos se estatelaram na Avenida São Luís.
Conto de João Silvério Trevisan, Bonito (SP)

Ventos do sul

Definições definitivas...


Experiência é o que nos permite repetir nossos erros, só que com mais ‘finesse’.


Derwood Fincher

Escreva Aqui...O Que Essa Foto Te Fez Pensar Ou Sentir...

PENETRAÇÃO DO POEMA DAS SETE FACES


(A Carlos Drumond de Andrade)

Ele entrou em mim sem cerimônias
Meu amigo seu poema em mim se estabeleceu
Na primeira fala eu já falava como se fosse meu
O poema só existe quando pode ser do outro
Quando cabe na vida do outro
Sem serventia não há poesia não há poeta não há nada
Há apenas frases e desabafos pessoais
Me ouça, Carlos, choro toda vez que minha boca diz
A letra que eu sei que você escreveu com lágrimas
Te amo porque nunca nos vimos
E me impressiono com o estupendo conhecimento
Que temos um do outro
Carlos, me escuta
Você que dizem ter morrido
Me ressuscitou ontem à tarde
A mim a quem chamam viva
Meu coração volta a ser uma remington disposta
Aprendi outra vez com você
A ouvir o barulho das montanhas
A perceber o silêncio dos carros
Ontem decorei um poema seu
Em cinco minutos
Agora dorme, Carlos.

Elisa Lucinda

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

domingo, 12 de dezembro de 2010

Sigur Ros / Svefn-G-Englar

Tiê - Se enamora

Definições definitivas...


Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.


Clarice Lispector

Amar

" Amar é sofrer. Não amar é sofrer mais. "
Rubem Fonseca

Manuel Bandeira - Unidade


Minh’alma estava naquele instante
Fora de mim longe muito longe

Chegaste!
E desde logo foi Verão
O Verão com as suas palmas
os seus mormaços
os seus ventos de sôfrega mocidade
Debalde os teus afagos insinuavam quebranto e molície
O instinto de penetração já despertado
Era como uma seta de fogo

Foi então que minh’alma veio vindo
Veio vindo de muito longe
Veio vindo
Para de súbito entrar-me violenta e sacudir-me todo
No momento fugaz da
unidade.

" Neste poema Manuel Bandeira fala da relação da caneta, instrumento do poeta, com o próprio poeta. A caneta que reclama o vazio de estar só, e o poeta que chega abruptamente e afaga a caneta, e esta que sente o calor de suas mãos, e se sente como uma seta de fogo.
Até que a inspiração, vem vindo, vem vindo de muito longe e se funde aos dois ( poeta e personagem - caneta ), e explodem em orgasmos, o POEMA. Fundidos num só SER..."
Alexandre Pedro

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


Tenha cuidado. Se deixar um lápis cair no chão ele pode ficar desapontado...

Abertura para um poema terminável

.

Caminho em silêncio entre o silêncio que escuto.
Mudo entre as paisagens das cores que passam
Ou navegam, simplesmente.
Anunciado o vazio,
Soletro o Universo num chão diferente
Enquanto a Lua em quarto minguante
Atormenta as últimas palavras. As últimas árvores
Serão executadas antes que a estrela matinal faça
A sua primeira aparição.

Anunciado o Universo
Caminho em silêncio entre
O silêncio que escuto e abraço,
Caminho feito de cansaço…

Ricardo S.
1991

FINAL DE SEMANA - NADA COMO UM LINDO POEMA CANTADO...


AMOR DE ÍNDIO
Tudo que move é sagrado
E remove as montanhas
Com todo cuidado
Meu amor
Enquanto a chama arder
Todo dia te ver passar
Tudo é viver ao teu lado
Como o arco da promessa
No azul pintado
Pra durar
Abelha fazendo mel
Vale o tempo que não voou
A estrela caiu do céu
O pedido que se pensou
O destino que se cumpriu
De sentir teu calor
E ser todo
Todo dia é de viver
Para ser o que for
E ser tudo.
Sim;
Todo amor é sagrado
E o fruto do trabalho
É mais que sagrado
Meu amor
A massa que faz o pão
Vale a luz do teu suor
Lembra que o sono é sagrado
E alimenta de outros horizontes
O tempo acordado de viver
No inverno te proteger
No verão sair para pescar
No outono te conhecer
Primavera poder gostar
No estio me derreter
Pra na chuva dançar
E andar juntos
O destino que se cumpriu
De sentir teu calor
E ser tudo.
Sim;
Todo amor é sagrado
Todo amor é sagrado
Todo amor é sagrado
SIM!

Com amor e carinho,
Sílvia

30 Anos Sem John






O mais irreverente, o poeta, o transgressor. O cabeça, o compositor. E numa noite, há 30 anos, voltando para seu apartamento, no edifício Dakota, recebeu um tiro de um fã - o mesmo que naquela tarde havia lhe pedido um autógrafo. Se esse episódio não tivesse acontecido, o que John diria a respeito do mundo de hoje? Vivemos em paz? Estamos em paz? O que é paz?

A exaustão



Estreei ontem O Corpo Perturbador, uma das últimas cenas eu me debato como um bicho enjaulado e sempre busco em minhas memórias corporais situações que me tragam este estado e Clarice Lispector como adivinha me escreve e esclarece.


"os movimentos histéricos de um animal preso tinham como intenção libertar, por meio de um desses movimentos, a coisa ignorada que o estava prendendo - a ignorância do movimento único, exato e libertador era o que tornava um animal histérico: ele apelava para o descontrole"

Visite: http://ocorpoperturbador.blogspot.com/

vampiro (exageraçao aliterada)


Com o olho atento
atentamente,
tentò tatear a escuridao
escorrendo horrendamente
do horror recorrente
que percorre o pescoço
percebido
avido
ouvido
visto
dividido
ido
lànguido
alheio
vèio.

Foi.

Bisbilhotices

Vivemos tempos de bisbilhotices. O estado -- qualquer estado -- adora bisbilhotar nossas vidas. Quando compramos algo no cartão, quando fazemos uma viagem, quando entramos num prédio, fica tudo registrado e o estado tem acesso a esses registros. O cidadão - em qualquer parte do mundo - virou refém da bisbilhotice do estado.


Até que um dia o cidadão resolveu dar o troco. Os documentos secretos do mais poderoso dos estados se tornaram públicos e o grande estado ficou nú. O que era sigiloso e confidencial se tornou público e transparente.

Essa é a grande novidade deste fim de ano.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O Mundo




Um homem da aldeia de Neguá, no litoral da Colômbia, conseguiu subir ao céu.
Quando voltou, contou. Disse que tinha contemplado, lá do alto, a vida humana. E disse que somos um mar de fogueirinhas.
- O mundo é isso - revelou - Um montão de gente, um mar de fogueirinhas.
Cada pessoa brilha com luz própria entre todas as outras. Não existem duas fogueiras iguais. Existem fogueiras grandes e fogueiras pequenas e fogueiras de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem percebe o vento, e gente de fogo louco, que enche o ar de chispas. Alguns fogos, fogos bobos, não alumiam nem queimam; mas outros incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chegar perto pega fogo.


Extraído de O Livro dos Abraços, de Eduardo Galeano, escritor e jornalista uruguaio.

Escreva Aqui...O Que Essa Foto Te Fez Pensar Ou Sentir...

José, temos que falar.


Novos tempos.

Definições definitivas...


Inflação é ter que viver pagando os preços do ano que vem com o salário do ano passado.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Aco(r)de, Corpo!

Estréia o novo espetáculo de Edu O., vencedor do Edital Yanka Rudzka 2009 - apoio a montagem de espetáculo de dança no Estado da Bahia, promovido pela FUNCEB.

Sempre de Quinta a domingo, as 17:30h, no pátio do ICBA (Corredor da Vitória/Salvador). De 09 a 19 de Dezembro. ENTRADA FRANCA

http://ocorpoperturbador.blogspot.com/

O que me perturba no Corpo Perturbador?
Será que vou acordar meses depois da estréia vomitando tudo que vivi?
De súbito tudo virá a tona?
Como pode esse filho recém-nascido tocar na minha imensidão íntima desse jeito?
Mas é um toque pra baixo, profundo.
“Mergulha…” – me diz entre dentes.
E também me diz aos berros.
E me diz numa língua que nem sei…
e me diz aos saltos e chicoteios.
Me diz do alto e também ao rastejar.
E me grita se batendo em seus próprios limites.
Me intimida com olhares que vagam dias na minha imaginação…
E que me deixa com medo, pavor, alegria, tesão, ansiedade, alívio, paz, loucura, contentamento, devaneios, euforia, euforia e euforia mais três vezes, e me faz SENTIR.
Eu sei que eu sinto, mas…

Me aco(r)de, Corpo!

(Diane Portella)



Definições definitivas...


Meia idade é quando se começam a trocar emoções por sintomas.

Amigos, ressuscitei

Estive empenhado em algumas tarefas que me exigiram o desvio dos blogs para minha pintura, função que exerço regularmente. Assim, peço perdão aos amigos do Mínimo Ajuste, como numa confissão reliosiosa em que se crê que tudo será zerado. Beijos a todos.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Stairway to heaven

UPP

eu percebi que o problema era tentar usar imagens pacíficas pra falar de um momento de grande violência, e que não adiantava tentar diluir minha opinião com piadinhas e anedotas sofisticadas que criassem na mente do leitor a impressão completa do que o rio é, violencia, idiotice e beleza, tudo junto. eu não sou tão genial.
não vou mais falar sobre a personalidade arrogante e cheia de estereótipos do carioca e outras questões futeis nesse momento. não é hora pra ser o herói rebelde de classe média que critica a opinião geral pra não parecer óbvio…
a gente dá nó em pingo dágua pra nunca ser politicamente incorreto hoje em dia… e é óbvio que o que aconteceu era necessário.
o problema é que no rio de janeiro o crime é uma opção oficial. não é uma coisa tão vergonhosa ser criminoso pra uma pessoa pobre… existe uma micro sociedade que aceita isso e a sociedade maior, também aceita por que “o que é que se vai fazer?” 
aí não é dificil virar bandido…
matar gente é sério… eles estão vendo gente morrer e o povo aplaudir…
é coisa de se pensar…”é eu acho que eles não querem mais…”
esse é meu pensamento.. ser criminoso tem que ser errado.
podem me chamar de fascista…
meu unico medo agora é que o rio de janeiro vire display do poder de fogo do exército toda vez que der uma merda… e isso já tá acontecendo nos jornais. mostrando descrições dos tanques e armas de fogo como se fosse um catálogo da victoria secret pra reacionário.
minha análise politica dos fatos é superficial quanto qualquer outra.
eu também sou da classe média e sou um idiota notório.
só falei o que eu acho, e pensando mais a respeito, continuo achando a mesma coisa.
com um detalhe à parte. eu vi hoje no jornal que os policiais estão roubando
as casas dos moradores… e aí eu pensei que devia adicionar alguns detalhes
a mais no texto. só que aí não teria fim. por isso o farei aqui:
eu tava falando sobre umas histórias brabas que uma mulher da cidade de deus
qu eu conheci na época que botaram a UPP de lá me disse.
eu perguntei justamente sobre essas paradas, da policia estar abusando do poder,
se estava, se funcionava, mesmo…
ela me disse que a unica coisa ruim é que estava um pouco chato lá agora, que
rolava um baile funk barra pesada, daqueles baixaria alucinante, e agora não
tinha mais…
mas que em compensação, antes ela viu um cara pegando fogo, no meio da rua,
dentro de um latão de lixo. que viu uma mulher enfaixada que nem mumia ser
jogada viva dentro do triturador de lixo do caminhão da conlurb e se o motorista
se recusasse a ligar o motor do bicho ele ia também… que era normal achar cabeça
em lata de lixo…
tudo isso quem me contou foi uma faxineira, era uma velha, não era uma menina,
e não foi tipo “ah, que absurdo!” foi tão natural, que eu não duvidei… pode ser
mentira… mas…
só que aí aparece essa porra no jornal, de que os policiais estão saqueando as
casas da vila cruzeiro… casa de favelado duro…
ou seja. a parada vai ser um ciclo eterno… algum dia o regime policial vai voltar
a ser um negócio fascista pra caralho, corrupto e furioso e alguma milicia de bandidos
vai matar todo mundo e vai ficar um pouco melhor pra população de lá.
aí os bandidos vão perder a mão e começar a matar gente embrulhada em fita no caminhão
da comlurb e essa dança continua…
eu acho que é assim que as coisas ficam. eternamente. o ser humano é lixo em essencia.
por isso a inteligencia é um negócio marailhoso, por que afasta a gente do bicho que
a gente é. mas usar a inteligencia cansa e é difícil…
então o equilibrio chega por essa via, de vai e volta… ação e reação… infelizmente.
principalmente por que a malandragem é parte fundamental da cultura carioca, então
é assim que tudo vai ficar pra sempre, na minha opinião. meu palpite é que vai baginçar
de novo depois das olimpíadas (ou da copa, o que vier depois)
 
PS: textos de Daniel Og 

Ajuste Musical

FOTO FANTÁSTICA

Este miúdo, foi-lhe diagnosticada uma doença letal e foi-lhe feita pela primeira vez uma cirurgia in utero.
Quando o cirurgião abriu o utero, saíu uma mãozinha que agarrou o dedo do cirurgião.
Sobreviveu e hoje é um jovem adolescente saudável.
É de facto um momento notável.

FOTO FANTÁSTICA


Esta foto tem uma história por trás.
Depois conto. Entretanto deliciem-se.

Adoniran Barbosa..."Já Fui Uma Brasa"



"Eu também um dia fui uma brasa
E acendi muita lenha no fogão
E hoje o que é que eu sou?
Quem sabe de mim é meu violão
Mas lembro que o rádio que hoje toca iê-iê-iê o dia inteiro,
Tocava saudosa maloca...

Eu gosto dos meninos destes tal de iê-iê-iê, porque com eles,
Canta a voz do povo
E eu que já fui uma brasa,
Se assoprarem posso acender de novo...

É negrão... eu ia passando, o broto olhou pra mim e disse: é uma cinza, mora?
Sim, mas se assoprarem debaixo desta cinza tem muita lenha pra queimar...
( esse trecho é declamado... )"

A Histórias de São Nicolau


Brusque foi colonizada pelos europeus e comemorar São Nicolau faz parte dos festejos de final de ano.
Hoje pela manhã, contei essa história aos meus alunos e dei a eles "balinhas" deixadas por São Nicolau.

“Era uma vez um homem muito bom, que gostava muito de crianças. Com todo carinho, dedicava-se a elas ensinando-lhes histórias que ouviam uma vez por semana quando o visitavam. Um velho servo que trabalhava na casa do anfitrião incrementava os encontros com biscoitos muito gostosos e maçãs fresquinhas.
Um dia, certa menina, muito pobre que ia sempre às reuniões não compareceu, por estar doente. Depois que todos se despediram, Nicolau preparou um saquinho com um pouco de cada guloseima e maçãs. A menina morava muito longe, por isso Nicolau foi a cavalo para chegar mais depressa. Mesmo assim, quando chegou, já estavam todos dormindo. Mas, diante da porta dos fundos, Nicolau viu os sapatos da menina e ali colocou seu presente.
Com os anos, Nicolau ficou velhinho e os filhos das crianças que ouviam suas histórias iam visitá-lo e cantavam canções, para que ele não se sentisse sozinho e triste.Chegou o dia em que Deus chamou Nicolau, quando ele chegou ao Céu, olhou para baixo e viu as crianças chorando. Pediu para voltar à Terra, mas Deus lhe disse que isto não era possível. Porém, por ter sido um homem muito bom, Deus deu a Nicolau a possibilidade de, uma vez por ano, no dia 6 de dezembro, visitar a Terra e a todas as crianças.Em suas visitas, na noite do dia 5 para o dia 6 de dezembro, traz para elas maçãs, nozes,balas e biscoitos, e os coloca em seus sapatinhos ou diante de suas portas. E as crianças retribuem deixando uma cenoura para o cavalo branco de Nicolau, cantando canções e recitando versos. Mas, não esqueçam que Nicolau, durante o ano todinho, olha para Terra e vê cada uma das crianças e tudo o que ela faz. Ele anota em seu grande livro de ouro as coisas boas e belas e as coisas feias também.”

Frases de as Cartas Exemplares, de Gustave Flaubert.


"A arte não requer nem complacência nem polidez, nada a não ser a fé, sempre a fé e a liberdade."

"O artista deve elevar tudo; ele é como uma bomba, há nele um grande tubo que desce até as entranhas das coisas, em suas camadas profundas. Ele aspira e faz jorrar ao sol em feixes gigantes o que era comum sob a terra e que não se via."

"Nossas paixões são como vulcões; elas sempre estão roncando, mas a erupção é intermitente. "

domingo, 5 de dezembro de 2010

Escreva Aqui...O Que Essa Foto Te Fez Pensar Ou Sentir...

Definições definitivas...


Não deixe para amanhã o que você pode gozar hoje.

bloguedoreis: DOMINGO DE FLORES: flor-da-cabaceira

bloguedoreis: DOMINGO DE FLORES: flor-da-cabaceira: "- flor e folhas Cabaça é a designação comum dos frutos da cabaceira - plantas trepadeiras herbáceas da família das cucurbitáceas (no caso..."

FERNANDO

Este sistema dificulta muito quem tem vontade de comentar...

Embora eu seja um nabo informático, consegui cá chegar, mas é difícil de perceber, creia.

BELÍSSIMA POSTAGEM, FERNANDO.
UMA AULA MUITO ÚTIL DE BOTÂNICA !
ESTOU MUITO GRATO,.

Um abraço já QUASE natalício.

Samba pros Poetas !!

Gheorghe Zamfir, The lonely shepherd


Gheorghe Zamfir-The Lonely Shepherd
Cargado por swiatek43. - Ver los videos de música recién destacados.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


EVENTO - constatação de que realmente é vento e não furacão

RALO OU DENSO

Não me arrependo de nada...!

Viagem de Inverno (trecho)




Enquanto os cães ladravam um ladrar

ralo de sono

que não chegou para acordar os donos

na noite doutros sonhos sem luar

e sem retorno

também cruzei por mim sem me chamar


Helder Macedo, África do Sul

Escreva Aqui...O Que Essa Foto Te Fez Pensar Ou Sentir...

TERRA

Terra

Cais seguro no fim da viagem
De atracar barcos e vidas
Abraço ancorado de fim de dia
Cais sem paredes nem amarrações
Luzindo mil sóis vagabundos
Terra
Minha casa, meu lugar seguro
Com cheiros de rosmaninho
E girassóis dançando ao luar
Oceanos juntando outros sussurros
Nas pressas de viver e voar
Terra
Rios azuis asilando lussengues e bagres
Gente entrelaçando almas
Colocando pedras nos alicerces do mundo
Meninos boiando na superfície da vida
Mil línguas, todas iguais
Terra
Cetins azuis e verdes flutuando
Livremente nos ventos tão diferentes
Catuites e zonguinhas e seripipis
Chilreando alegrias e alucinações
Rios escorrendo águas e destinos
Terra
Meu derradeiro porto de abrigo

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Definições definitivas...


DETERMINE- prender a namorada do Mickey

Sou uma criança...

Arnaldo Antunes e Erasmo Carlos...DVD "Ao Vivo Lá em Casa"

"Ao vivo lá em casa" no Sesc Belenzinho...SP...dias 17 e 18...às 21h na Comedoria.



Antigamente quando eu me excedia
Ou fazia alguma coisa errada
Naturalmente minha mãe dizia:
"Ele é uma criança, não entende nada"...

Por dentro eu ria
Satisfeito e mudo
Eu era um homem
E entendia tudo...

Hoje só com meus problemas
Rezo muito, mas eu não me iludo
Sempre me dizem quando fico sério:
"Ele é um homem e entende tudo"...

Por dentro com
A alma tarantada
Sou uma criança
Não entendo nada...

Foto da Semana


 Urbano Erbiste, do JB.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Filmes Que Eu Vi...

"A GAROTA DE ROSA SHOCKING"


..."A Garota de Rosa Shocking" é um filme delicioso...marcou a minha vida...
e em muitos momentos recorro à ele...para aliviar...rir...chorar...
e continuar sonhando...
Esse filme...conta a história de Andy...e suas paixões...
É uma linda história de amor...inteligente...sensível...
e porque não...dramática...
A trilha é maravilhosa...
O elenco é formidável...

"Garota de Rosa-Shocking"...
Título original..."Pretty in Pink"
Estados Unidos...1986...93 minutos
Elenco Principal...
Molly Ringwald...é Andie Walsh
Andrew McCarthy...é Blane McDonough
Jon Cryer...é Duckie Dale

Um filme de John Hughes...dirigido por Howard Deutch...


O vídeo abaixo é da trilha sonora do filme...

Definições definitivas...


DESCOBRIR - acto de cobrir dez pessoas


De onde eu venho nascem os rios

nos nervos da terra

correm certo para o mar ou

perdem-se noutros lugares do Tempo

sem que ninguém

os detenha

aí lavam as raparigas seus primeiros sangues.


Extraído de "Manual para Amantes Desesperados", de Ana Paula Tavares, nascida em Lubango, província de Huíla. (Angola)